"SENHOR, não é soberbo o meu coração, nem altivo o meu olhar; não ando à procura de grandes coisas, nem de coisas maravilhosas demais para mim. Pelo contrário, fiz calar e sossegar a minha alma; como a criança desmamada se aquieta nos braços de sua mãe, como essa criança é a minha alma para comigo. Espera, ó Israel, no SENHOR, desde agora e para sempre.(Sl 131)

Visitantes

Posts

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Humanismo bíblico (?)





E tendo deposto a este, levantou-lhes como rei a David, ao qual também, dando testemunho, disse: Achei a David, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade. (At 13:22)

É comum na leitura de Atos 13.22, atribuir-se acentuada ênfase ao termo “Davi, filho de Jessé, homem segundo meu coração – isto é Deus”. Assim, se altera o contexto, perdendo-se o real ensino da passagem. Tal orientação, contraria  o propósito do escritor, fazendo-nos perder a percepção, dando à criatura proeminência em detrimento do Criador. Que é bendito eternamente. Amém.

A ênfase está na frase que segue, nela está escrito... Que fará toda minha vontade – de Deus. Está é a ênfase do texto. Deus manifestar sua vontade, em amor, por meio de Jesus, seu Cristo.

O que pretende Lucas, nesta passagem, é ensinar que Cristo é o ápice da história universal. É nEle que Deus se faz pleno em relação à sua criação. É para esta conclusão que o Espírito do Senhor nos conduzirá.

E o  capítulo 13 do verso 1 até o 43 , há clara divisão de temas. E por eles podemos aprender o que Deus, ao longo da história, realiza para comunicar seu amor.

Os versículos de 1 a 3 contam a separação de homens sábios e santos – Barnabé e Paulo, para cumprirem uma obra particular do Espirito de Deus. contudo, nenhum detalhe nos é adicionado sobre tal obra, nada nos é antecipado. 

A partir do v. 4 entendemos que a obra determinada implica em sair em busca de um lugar específico. É feito o registro do percurso. Com as partidas, chegadas e dificuldades do caminho. Até, por fim, chegam onde, de fato, o Espírito de Deus os encaminhara... a cidade de Antioquia, da Pisídia. Todo o trajeto, as dificuldades foram superadas para realização da obra determinada pelo Espírito de Deus. O texto nos conduz a perceber o exercício soberano de Deus – Espírito Santo. 

Já em uma sinagoga (14) Paulo inicia seus argumentos para esclarecer como Deus, para benefício da nação de Israel, enviara seu Cristo (16 ao 43). Em retrospectiva, traz à lembrança daquelas pessoas – judeus e prosélitos (43) - os feitos de Deus ao longo da história. Desde a redenção nacional da Egito, até ao seu Cristo, ressurreto (39). 

Em meio a este discurso, é feita a citação a Davi, exatamente no verso 22. Lemos... " Davi, filho de Jessé, homem segundo meu coração – isto é Deus”. A citação é feita para dar substância e veracidade histórica à argumentação do apóstolo. Permitindo aos seus ouvintes, associarem Cristo, o redentor, aos fatos da história de Israel.  A citação do nome de Davi, ainda que honrosa, é feita para este benefício. Tenta, Paulo, assim, criar uma linha histórica, unindo os feitos de Deus no passado a Cristo. Seu argumento, que os judeus e prosélitos bem conheciam pela leitura do livro Primeiro de Samuel, cap. 13, atribuía a Cristo a autenticidade exigida e esperada do Messias de Israel.

É neste contexto que Davi é citado. Como um dos personagens de Israel que cumprira a vontade soberana de Deus. Lembra ainda, que Davi, como profeta, de si mesmo não falou, mas antecipou a vinda do Senhor. Que não falou de sua morte, mas da morte e ressurreição do Senhor. Tudo é apresentado para garantir que Deus por meio de Davi fez sua vontade, falando do Cristo eterno, que venceria a morte.

Não podemos atribuir a Davi, nesta passagem, realce maior que aos demais personagens citados. Os nomes de João Batista, Abraão, Moisés... Até do romano Pilatos participam do texto como pessoas que livremente cumpriram a vontade santa e irrevogável do Senhor. O ensino nos conduz para aprendermos sobre a importância da vontade do nosso Deus em Cristo Jesus.


Portanto, a ênfase dada Davi é equivocada e retira do texto, aquilo que o texto ensina... 

Deus é soberano e fará toda sua vontade. Não podemos perder de vista que todas as promessas de Deus se cumprem no Senhor da redenção. Jesus, o cristo de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seus comentários e refutações são bem vindos.
2. Por favor, faça-os sempre com base nas Escrituras, caso contrário, são opiniões pessoais, com pouco valor
3. Não modero cometários, seu temor ao Senhor deve sê-lo
As ofensas pessoais podem ser substituídas por refutações, ajudariam a todos que passam por aqui.

Em Cristo.